0

Pra Rir um Pouco

Por Mães que Agem

Neemm me fale!!! Tem tagarela aqui!! E aí?

humor

Anúncios
0

Livro: Ajudinha com o Desfralde

Por Inaiá

Aqui em casa o desfralde já começou há algum tempo e está sendo um processo bem tranquilo. Isabelle ganhou do Papai Noel um livro que tem ajudado bastante na hora do cocô. Carol já contou por aqui como os livros podem ajudar na fala e escrita do bebê. No caso deste livro a ajudinha vai um pouquinho além.

“Cocô no trono” é um livro super divertido, simples, com imagens em formato bem grande e coloridas. Conta como é a ‘espécie’ de cocô de vários bichos e no final o bebê tem que apertar a descarga (um botão sonoro com barulho de descarga)!

livro coco

 Vale a pena conferir. É sucesso por aqui! Isabelle pede: Mamãe, o livro do cocô!… 🙂

0

Esmaltes da Semana

Por Mães que agem

Essa semana Carol foi de clarinho ‘Maxi-bolsa de palha’ e Inaiá inovou (nunca tinha passado um tão escuro), mas esqueceu de anotar o nome do esmalte. Só sabe que é da Boticário!! rs.. Tá bom! A gente perdoa!!

esmalte 28012014

0

Cachorrinho Aprender e Brincar – Fisher Price

Por Carol

Sou fã da Fisher Price. A marca faz brinquedos e acessórios realmente pensando nas necessidades do bebê, além de terem ótima qualidade e segurança. Já falei aqui sobre um livrinho de histórias que o João adora, e hoje vou falar de outro brinquedo que ele ganhou no aniversário de um ano e não larga – o cachorrinho de pelúcia Aprender e Brincar.

Cachorrinho

Esse cãozinho colorido e nada silencioso diverte e ensina os bebês. Possui um modo mais educativo e outro mais musical. No modo educativo, o cãozinho fala os nomes das partes do corpo que estão sendo apertadas, como mão, pé, nariz, barriga e orelha, além de também ensinar as cores. No modo recreativo, as mesmas partes liberam sons divertidos e musiquinhas, como “dona aranha”, “cabeça, ombro, joelho e pé” e outras várias.

O cãozinho é bem macio, e todas as partes são fáceis de serem apertadas pelo bebê. As cores são bem vivas e o brinquedo como um todo é bem alegre. João adora dançar as musiquinhas e já repete várias coisas que ele fala, como mão e pé! Em contrapartida, o preço no Brasil é salgado, quase 200 reais, e trazer de fora não compensa porque vai vir em outra língua, e aí não fica tão educativo assim. Mas, vale a dica, recomendo muito!

1

Volume Controlado com Sebastian Whipped Crème – Mousse

Por Inaiá

Já contei aqui minha decisão de radicalizar no corte de cabelo. Nunca fui de usar cremes, mousses, pomadas e outras muitas coisas para modelar os cachos. Só dava uma ajeitadinha com a mão mesmo e já estava bom. Mas essa ajeitadinha tem toda uma técnica própria, senão o cabelo seca e parece uma vassoura velha.

Com o cabelo curto, curtíssimo, essa arrumadinha não iria rolar mais e aí tive que apelar para o mousse. No dia-a-dia acho uó produtos que deixam o cabelo duro, com aparência de molhado, sem movimento, naturalidade. Testei vááárias marcas, intensidades de fixação (forte, média, extra-forte) e nada. Até que descobri um perfeito!!

Sebastian Whipped Crème – Mousse é o escolhido!!! Além de deixar o cabelo super macio, hidrata (e trata), enquanto define as ondulações e cachos, e tem um cheiro muito bom. A textura é de chantilly, controla o volume com leveza, dando suavidade e reduzindo frizz. Perfeito!!

Mousse

Ele não é lá dos mais baratos (algo em torno de R$ 120,00), mas vale a pena! Como uso apenas uma bolha de manhã, o frasco com 150 ml dura pouco mais de 1 mês. Geralmente compro pela internet (às vezes acho com preço melhor), mas dá pra encontrar em uma boa loja de cosméticos ou em bons salões de beleza. Vale o investimento!

E vocês, o que usam pra domar os cabelos? Contem pra gente!

0

Pra Rir Um Pouco

Por Mães Que Agem

Criança é peça rara! Essas aí juram que estão no melhor esconderijo do mundo! Fizemos um compilado das fotos que andam circulando de crianças bem mal escondidas e trouxemos pra vocês rirem um pouco! Ah, tem o João aí em duas fotos! Quem acha!?

Cade2 Cade6 Cade5 Cade4 Cade3 cade1

Bom final de semana!

2

Filha na escola – A Saga

Por Inaiá

Parte 1: A Preparação

Fevereiro de 2012, Isabelle com 4 meses, fim da licença maternidade se aproximando rapidamente e cabeça de mãe cheia de dúvidas – com quem vou deixar meu maior tesouro?? Dilema básico de toda mãe de primeira viagem: creche ou babá?! Visitei várias escolas e saia chorando de todas. Não conseguia imaginar como seria deixar minha filha longe de casa o dia tooddooo!!! Não poder vê-la na hora do almoço! Dar um cheiro!! Um beijo! Um apertão! Tá bom, então, seria babá! Começamos a busca!! Por obra Divina (tenho certeza que tive ajudinha dos céus!!) não demoramos muito pra encontrar quem cuidaria dela. Está conosco até hoje!! Sem percalços!! Sem ‘porens’ (psiu!! Fala baixo que o mercado tá duro!)… Tudo lindo e maravilhoso!! Estabelecemos uma rotina ótima!! Pela manhã brincar e passear com os amiguinhos do bloco, almoço com mamãe e papai, soneca e atividades da academia (que frequenta desde os 3 meses…. bebê maromba!!) pra estimular um pouquinho!!

Mas e daíí, que o tempo passou, nosso bebê cresceu e precisa de mais!! Mais contato com crianças! Mais independência dos pais! Mais estímulos! Mais..mais..mais!! Escolinha – aí vamos nós!!

Não foi muito difícil escolher para onde ela iria. Já conhecia o método e a escola que os filhos da Tarsila estudavam e já estava quase que definido que Isa iria pra lá!!… Visitamos mais duas opções, só por desencargo, e fizemos matrícula na primeira opção!!

E agora começa a angustia dessa mãe aqui que vai enfrentar a partir da próxima semana a adaptação de sua filha na escola!!! Essa semana (1 antes do início das aulas) pretendo arrumar as coisinhas junto com ela. Já estamos há algum tempo falando da escola, dizendo como vai ser legal, que vai conhecer novos amiguinhos. Semana passada experimentou o uniforme (nem por decreto queria tirar…), mas também começou a dar chilique todos os dias quando saímos para o trabalho. Coisa que já não fazia mais!! Em algumas conversas ela solta, espontaneamente, que vai pra escolinha: Ela: Vô escoia, mamãe! Amiguinhos, pofessola, bincar. E fala na sequência: mamãe tamém vai com Bebelle!! Rs…. Eu: Filha, mamãe vai levar você, dar beijo e vai pro trabalho. Você vai brincar muito e logo mamãe volta pra te buscar, combinado?! Ela: Binadu!! Será que vai ser tão fácil assim dela entender???

Acompanhe aqui a saga ‘Filha na escola’!!!

Educação